Fiabilidade aliada à experiência de 35 anos em Portugal

Certificados na Norma NP EN 16636 e ISO 9001

Soluções inovadoras, eficazes, rápidas e discretas

Perguntas Frequentes sobre Segurança Alimentar


  • O que é a segurança alimentar?

    A segurança alimentar refere-se a uma série de acções e práticas realizadas em todas as fases (do produtor ao consumidor) por forma a garantir que todos os alimentos destinados ao consumo Humano são seguros, ajudando a evitar doenças graves de origem alimentar.

    Todas as Empresas envolvidas na cadeia de abastecimento alimentar necessitam de aderir a uma combinação de orientações, políticas e Leis locais, Nacionais e Internacionais aplicáveis à gestão da segurança alimentar.

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) está comprometida com a segurança alimentar e escolheu este tópico como tema para o Dia Mundial da Saúde 2015, que foi celebrado a 2 de Abril.


  • Quais são as doenças de origem alimentar mais comuns?

    As doenças de origem alimentar (também denominadas de "intoxicações alimentares" ou “patologias alimentares”) são bastante comuns e, geralmente, evitáveis.

    Os micróbios mais comuns que são transmitidos por alimentos são a Listeria, o Norovirus, a E. coli, o Campylobacter e a Salmonella.

    Nos EUA, de acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC), 1 em cada 6 Americanos adoece devido ao consumo de alimentos ou bebidas contaminadas.


  • O que é a FAO?

    A função da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) passa por eliminar a fome, a insegurança alimentar e a desnutrição. A segurança alimentar desempenha um importante papel ao ajudar a Organização a atingir esses objectivos. Uma adequada gestão da segurança alimentar ao longo da cadeia alimentar é apenas uma das suas áreas de intervenção. Saiba mais sobre segurança e qualidade alimentar na FAO.


  • De que forma o Codex Alimentarius afecta a segurança alimentar?

    O Codex Alimentarius (também conhecido como o "Código Alimentar ') é universalmente reconhecido como ponto de referência global para as boas práticas de segurança alimentar. Ele foi o primeiro a estabelecer padrões alimentares Internacionais.

    Reconhecido pela Organização Mundial do Comércio (OMC) e pela Resolução das Nações Unidas 39/248 em 1985, hoje os padrões baseados no Codex continuam a ser o principal impulsionador para garantir o cumprimento da segurança alimentar em conformidade com os regulamentos.


  • O que é o HACCP e de que forma afecta o meu negócio?

    O HACCP (Análise de Perigos e Controlo de Pontos Críticos) é uma abordagem sistemática dirigida para segurança alimentar no sentido de evitar a contaminação por perigos biológicos, químicos, físicos e radiológicos.

    Todos os sete princípios do HACCP são aceites por muitos Organismos Governamentais e a maioria das empresas envolvidas na manipulação de alimentos é obrigada a desenvolver um sistema de HACCP para garantir o cumprimento com a segurança alimentar.

    Caso queira implementar um sistema de HACCP na sua Empresa, consulte esta página sobre sobre os serviços que disponibilizamos nesta área.


  • Qual será o impacto do HARPC nas Empresas?

    O HARPC (Análise de Perigos e Controlos Preventivos Baseados no Risco) constitui uma nova alteração ao Acto de Modernização da Segurança Alimentar (FSMA) e aplica-se a algumas Empresas de manipulação de géneros alimentícios. Trata-se de uma evolução do HACCP.

    Qualquer unidade alimentar nos EUA e no estrangeiro, que já está sujeita ao registo do Estabelecimento de Unidade de Bioterrorismo da FDA e produz artigos alimentares destinados aos EUA, deve agora desenvolver e implementar um plano de HACCP, documentar, verificar, monitorizar e reanalisar tal como previsto nas exigências oficiais do HARPC.


  • Que tipo de formação em segurança alimentar está disponível?

    Existem diversos programas de educação e formação disponíveis para assegurar o cumprimento de determinados padrões de segurança alimentar.

    Por exemplo, a ISO 22 000 é uma Norma Internacional direccionada para a gestão da segurança alimentar. Qualquer Empresa na cadeia de fornecimento alimentar deve ser capaz de demonstrar a adesão a esta Norma para certificar os consumidores e auditores da segurança alimentar dentro da Empresa.


  • Que Legislação de segurança alimentar é aplicável ao meu negócio?

    Praticamente todos os países do Mundo têm a sua própria combinação de leis e regulamentos relacionados com a segurança alimentar. Em baixo está uma lista de algumas autoridades Internacionais de legislação de segurança alimentar por país:

    - Austrália – Padrões Alimentares da Austrália
    - Canadá – Agência de Inspeção Alimentar Canadiana
    - Reino Unido – Agência de Padrões Alimentares
    - Índia – Autoridade de Segurança e Padrões Alimentares da Índia
    - China – Administração de Alimentos e Medicamentos da China
    - EUA – Acto de Modernização da Segurança Alimentar da FDA (FSMA)
    - Portugal – Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE)


  • Qual o papel da Iniciativa Global de Segurança Alimentar?

    A Iniciativa Global de Segurança Alimentar (GFSI) é conduzida por especialistas Mundiais de segurança alimentar e pelas Organizações Internacionais, Governos e Institutos comprometidos com o desenvolvimento de orientações para informar acerca dos melhores sistemas de gestão e práticas de segurança alimentar ao longo de toda a cadeia de abastecimento alimentar.

    A GFSI realiza uma Conferência periódica de Segurança Alimentar por todo o Mundo para garantir a partilha das melhores práticas, inovação e para manter o foco na segurança alimentar.