Ratazanas

Ligue-nos para uma Inspecção Gratuita para 808 21 08 08  ou Contacte-nos

O aumento na população de Ratazanas

A correr pelas sombras e escondidas debaixo das ruas, pode ter a certeza de que em qualquer lugar onde existam Humanos, também existem Ratazanas.

Conhecidas pelo seu feroz instinto de sobrevivência, as Ratazanas preferem construir as suas tocas em esgotos urbanos e em habitações, alimentando-se de um quinto dos alimentos plantados todos os anos, mas contaminando muito mais.

Em grandes centros urbanos como Londres e Nova Iorque, alguns especialistas dizem que existem tantas Ratazanas como Humanos, embora estimativas mais conservadoras coloquem o rácio de uma Ratazana para cada quatro Humanos.

Para compreender plenamente como o aumento na população de Ratazanas se deu, é importante perceber o ritmo desconcertante a que os Roedores se podem reproduzir e multiplicar se deixados sem controlo.

Veja nas imagens em baixo o quão rapidamente um casal de Ratazanas se podem reproduzir num ambiente ideal

Factos sobre a reprodução das Ratazanas

Porque é que as Ratazanas não ultrapassam o número de Humanos?

A velocidade a que as Ratazanas procriam é assustadora, mas existem muitos factores que ajudam a impedir que a população atinja proporções incontroláveis.

A taxa de mortalidade normalmente aumenta à medida que o tamanho da população cresce. Sempre que a comida ou o espaço são limitados, a mortalidade é elevada, o que mantém parcialmente a taxa de crescimento da população controlada.

O aumento na população de Ratazanas em números

Desinfestações de Ratazanas: 2015 vs 2016

A JC Ehrlich, uma das Empresas do Grupo Rentokil Initial nos Estados Unidos da América, registou um aumento nas solicitações relacionadas com Ratazanas de 2015 para 2016. Em ambos os anos, houve um pico de Desratizações de Ratazanas em Maio.

Quais as Indústrias mais afectadas pelas Ratazanas?

Baseado em mais de 100 solicitações feitas à JC Ehrlich.


  • Bibliografia

    Auerbach, J. (2014). Does New York City Really Have as Many Rats as People?. Significance, Volume 11 (4), p. 22–27. (link)

    Chace, Z. and Dzotsi, E. (2016). Becoming A Badger. This American Life. (link)

    Long, J.L. (2003). Introduced Mammals of the World: Their History, Distribution and Influence.